terça-feira, 27 de março de 2018

Marinha do Brasil abre visitação gratuita a grandes veleiros até este sábado (31)




A Marinha do Brasil recebe, no Porto do Rio de Janeiro, seis veleiros estrangeiros e um brasileiro, o Cisne Branco, com visitação externa gratuita e aberta ao público das 13h às 17h30 até este sábado (31).


(Correção: Inicialmente o G1 tinha informado que a visitação iria até 1º de abril, domingo. Nesse dia as embarcações zarpam. É possível conhecer os navios até sábado (31).)


Atracados entre os armazéns 1 e 7 do Cais do Píer Mauá, os veleiros cumprem a etapa brasileira do evento Velas Latinoamérica 2018, que visa a reforçar os laços de amizade entre países da América Latina.


Reconhecido como uma joia da Marinha do Brasil, o navio veleiro Cisne Branco foi construído para as comemorações dos 500 anos do descobrimento do Brasil. Comandante da embarcação, Adriano Marcelino Batista garante que a atração vai dar os visitantes um entendimento maior sobre a importância do mar e da navegação para a história brasileira.


"É um navio que remonta as tradições e foi construído especialmente para as comemorações dos 500 anos do descobrimento do Brasil. Ele exemplifica muito bem isso. O Brasil foi descoberto pelo mar. Todos os cariocas, os turistas, que tiverem curiosidade e vierem nos prestigiar com suas presenças vão poder entender um pouquinho dessa história, como os portugueses aqui chegaram, como o nosso país foi descoberto, qual a importância do mar para o Brasil e das tradições marinheiras para a nossa cultura institucional", explica Marcelino.


Na etapa brasileira, será realizado um Desfile Naval pelas praias de praias da Barra da Tijuca, São Conrado, Leblon, Ipanema e Copacabana no domingo (1), quando as embarcações também partem com destino a Montevidéu, no Uruguai.


Uma apresentação aberta ao público da Banda do Corpo de Fuzileiros Navais está programada para sábado (31) às 18h, na Praça Mauá.

Para o coordenador do Velas Latinoamérica, capitão de mar e guerra Sousa Freitas, apesar de também serem movidos a motor, as embarcações a vela simbolizam um resgate do velejo tradicional e impressionam pela modernidade


"São navios extremamente tecnológicos, modernos, para ajudar-nos na consolidação da nossa formação [enquanto oficiais da Marinha]. O fato de ser vela nos traz a nostalgia de não perdermos aquele conceito da navegação propriamente dita", explica.


Segundo a Marinha do Brasil, os navios veleiros vão navegar pelos mares da América do Sul e do Caribe em visita aos mais importantes portos e cidades da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Curaçao, Equador, México, Panamá, Peru, República Dominicana, Uruguai e Venezuela.




Velas Latinoamérica 2018

Local: Porto do Rio de Janeiro

Data: Até sábado (31)

Fonte: G1 Rio de Janeiro - Todos os direitos reservados
Foto: Andressa Gonçalves/G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário